Eduarda Moura

Eduarda Moura

19/07/2021

Delivery | Dicas

Impacto das redes sociais para o mercado na pandemia

Tempo de leitura: 2 min

As redes sociais na pandemia tiveram um papel excepcional.

Abriu ainda mais a demanda de home office, aulas on-line, de adotar novas estratégias de comércio, etc.

Manter relacionamentos afetivos e até desfrutar do lazer e da cultura já vinham ocorrendo nos últimos anos através das telas de smartphones e computadores.

Porém, foi o isolamento social, devido ao surgimento do novo Coronavírus (Covid-19), que potencializou seu uso para conseguir manter certas rotinas durante a pandemia.

Os benefícios das redes sociais na pandemia

De acordo com as informações divulgadas pelo Facebook IQ, as redes sociais são a segunda maior fonte de informações sobre a pandemia.

Ficando apenas atrás da TV aberta, citada por 67% do público. 

Através de hashtags, campanhas, artes e mobilizações, as pessoas podem desfrutar de muitos benefícios.

Entre eles, o delivery foi de grande destaque.

Teve a demanda mais que triplicada pela necessidade gerada nesse cenário.

E temos orgulho de dizer que contribuímos para atender essa demanda! Juntamente com nossa frota disposta de entregadores.

Para uma empresa de qualquer tamanho que seja, essa atividade tornou-se essencial!

Ou seja, todas as ferramentas de divulgação e entrega de produto/serviço teve que ser repensada para esse novo cenário.

A facilidade de ter uma vitrine virtual em redes sociais veio como aliada, já que a forma principal de comunicação ficou sendo a internet.

E o delivery veio como grande agregador nesse quesito. Alinhando ainda mais o que os consumidores necessitam nesse momento.

Coisas como treinamentos físicos, aulas de ioga, entrevistas com celebridades, shows, promoções de entregas em domicílio e muito mais (tudo isso de forma remota).

Por isso, as redes sociais tornaram-se ferramentas vitais nestes tempos, já que para o ser humano é vital se comunicar e manter o contato com o mundo!

O que mudou nesse tempo

Embora as redes sociais tenham se tornado aliadas fiéis para muitos durante o confinamento, inclusive até para se “desconectar” do que está acontecendo, ela também gerou incertezas.

É necessário observar como esse novo formato de comunicação afetou a saúde mental das pessoas.

Infelizmente, muitos perfis usaram dos seus espaços digitais para gerar pânico e medo.

A constatação vem de um estudo desenvolvido pesquisadores das universidades Penn State, nos Estados Unidos, publicado pelo jornal acadêmico Computers in Human Behavior.

Mais da metade dos entrevistados relatou algum nível de depressão, com quase 20% deles em graus moderado ou grave.

Isso se deve à sensação de incerteza devido ao vasto número de informações disponíveis.

Com isso, o indivíduo tende a se sentir perdido diante da enormidade de alternativas e boatos.

Todos foram afetados por essa onda digital, inclusive as crianças, que devem ter atenção redobrada com o tempo na internet.

Mas e você, qual impacto as redes sociais tiveram para você na pandemia? Comenta aqui em baixo!

quatro + nove =

Leia também