Rannyson Mykael

Rannyson Mykael

28/01/2022

Dicas | Empresas

Preconceito no ambiente de trabalho: dicas para lidar com o problema

Tempo de leitura: 3 min

Respeito é algo básico que todo ser humano precisa. Seja em casa ou entre os amigos, as pessoas devem viver sem medo de serem quem elas são e sendo felizes. Além disso, também há preconceito no ambiente de trabalho e ele deve ser combatido com medidas efetivas.

Mesmo que em muitos casos pareça algo distante, o preconceito existe de diversas formas e atinge as minorias. Combater cada má ação deve ser uma missão diária de cada um de nós e existem dicas para te ajudar durante o processo. Continue lendo e saiba como isso pode ser feito!

Caso de racismo no delivery

Recentemente, um caso ganhou a grande mídia: um entregador estava fazendo o seu trabalho e recebeu uma avaliação negativa.

Na justificativa, o cliente explicou que não gostou do serviço porque o entregador em questão era negro.

O estabelecimento onde a compra foi feita fez questão de responder, demonstrando estar contra a avaliação racista. Foi feita uma denúncia, mas até agora não há nenhuma atualização sobre a identificação do usuário que escreveu o comentário ou o futuro que ele pode ter diante da lei.

Com isso, fica fácil perceber que o preconceito existe nos em todos os lugares. Até mesmo um entregador, que mal tem contato com o cliente, recebe ódio gratuito capaz de estragar com o seu trabalho.

Como combater o preconceito no ambiente de trabalho

Casos preconceituosos podem acontecer em várias situações e a empresa deve se posicionar para evitar que o trabalho acabe se tornando um ambiente tóxico.

Separamos algumas dicas que você pode implantar no seu negócio ou até mesmo sugerir aos líderes, se for o caso, como uma oportunidade de melhoramento. Confira cada uma delas a seguir.

Representatividade é a chave

Busque incluir pessoas diversas no corpo de funcionários. Negros, membros da comunidade LGBTQIA+ e mulheres, por exemplo. Todos são minorias que muitas vezes enfrentam o preconceito do mercado de trabalho e acabam perdendo oportunidades incríveis.

Caso tenha a oportunidade de ajudar no crescimento de algum deles, todos saem ganhando. Uma empresa mais diversa representa pensamentos variados que podem levar o negócio para novos patamares.

Diálogo para todos

Conversar sobre os problemas da sociedade é essencial para promover um ambiente de trabalho mais saudável. Convidar profissionais especializados no tema pode promover um debate rico para todos.

Além disso, a conversa ajuda a desconstruir o pensamento de muitas mentes fechadas. Ouvir o relato de pessoas que sofrem com o preconceito na pele torna mais real as falas e ações problemáticas que às vezes transmitimos em nosso cotidiano.

Um exemplo disso é o Bee Academy, eixo da Bee Delivery que se dispõe a conversar sobre temas importantes com a nossa equipe de colaboradores. Já foram vários encontros para gerar debates incríveis, incluindo pautas como racismo, LGBTfobia e muito mais. Implantar a prática na sua área pode trazer resultados incríveis ao promover um ambiente seguro para todos.

Suporte psicológico faz a diferença

O ambiente de trabalho pode ser cansativo em muitos momentos, principalmente quando acontecem situações de preconceito. No entanto, é difícil para alguns colaboradores conseguirem falar sobre aquilo que os está afetando por vários fatores, como o medo da demissão ou desconforto com figuras de liderança.

Por isso, contar com um serviço psicológico pode fazer toda a diferença. Oferecer um ambiente saudável e confortável para que todos possam se abrir é indispensável e pode fazer uma grande diferença no desempenho de cada colaborador.

O desabafo causa alívio e, consequentemente, mais foco para seguir com as obrigações no dia a dia.

O papel do líder no combate ao preconceito no ambiente de trabalho

O líder é a pessoa que tem mais autoridade para falar e repreender quando for necessário. 

Muitas vezes o funcionário não consegue denunciar os preconceitos que sofre pela pressão de enfrentar um colega de trabalho ou até mesmo um líder. 

Por isso, como alguém que está no topo da hierarquia, o líder deve sempre estar atento ao ambiente à sua volta. Caso alguém demonstre estar desconfortável com alguma fala ou ação de outro colaborador, seu dever é intervir para que a situação não se repita.

A partir de práticas como essa o preconceito no ambiente de trabalho pode diminuir cada vez mais com o passar do tempo. É uma tarefa que deve ser levada a sério por todos e que precisa ser debatida ao máximo para que nenhum colaborador desgaste sua saúde mental no trabalho.

cinco × 2 =

Leia também