Rannyson Mykael

Rannyson Mykael

19/01/2022

Delivery | Dicas | Empresas

Modelos de trabalho: qual é o mais indicado para sua empresa?

Tempo de leitura: 3 min

A pandemia do coronavírus mudou completamente o funcionamento de toda a sociedade. As pessoas precisam se proteger do vírus, mas também devem continuar fazendo suas tarefas. Foi assim que surgiu uma grande discussão em relação aos diferentes modelos de trabalho: home office, híbrido e presencial.

Muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre qual deles realmente funciona no caso das empresas. Por isso, viemos trazer algumas vantagens e desvantagens sobre cada um dos modelos de trabalho para que você analise qual é o ideal para sua situação. Continue lendo e entenda melhor!

Afinal, quais são os diferentes modelos de trabalho?

Home office, trabalho híbrido e presencial são termos que estão cada vez mais populares no decorrer do tempo. Todos eles são diferentes formas de manter o trabalho ativo e são adotados por diferentes empresas de acordo com as necessidades de cada uma.

Por exemplo, no caso dos trabalhadores da saúde, é indispensável manter o emprego de forma presencial, já que trata-se de um serviço prioritário para a humanidade. No entanto, sempre que a situação puder ser contornada, a recomendação é que os gestores orientem do jeito certo.

Está em dúvida sobre qual modelo de trabalho optar para a sua empresa? Nós explicamos cada um deles para te orientar melhor.

Home Office

Apesar do termo em inglês, Home Office pode ser traduzido literalmente como trabalho em casa. Foi e é um modelo muito usado, em especial devido à pandemia do coronavírus.

Muitas pessoas podem sentir certa dificuldade no processo de adaptação, já que trabalhar em casa é completamente diferente da rotina em um escritório.

Para manter a produtividade no Home Office, é essencial focar na comunicação de toda a equipe, especialmente se você for um líder: faça reuniões para traçar metas diárias, assim os funcionários vão saber o que fazer em seu horário de trabalho.

Quando optar pelo Home Office?

O modelo de trabalho é mais viável quando existe qualquer risco de infecção. Se os funcionários estão apresentando sintomas de covid-19 ou gripe, é essencial que haja uma mudança no funcionamento do expediente para evitar a contaminação.

Lembre-se de que os trabalhadores precisam de apoio quando vão trabalhar em casa, já que os gastos com energia, água e internet, por exemplo, são drasticamente reduzidos.

Além disso, não podemos esquecer que o Home Office também pode ser uma ótima solução para contratar novos funcionários que moram longe. Quando a empresa confia na comunicação digital, fica fácil trazer novas pessoas de todos os lugares do mundo para perto.

Trabalho híbrido

Este formato une dois modelos de trabalho: o home office e o trabalho presencial. Nele, os líderes pensam em uma estratégia com foco no equilíbrio.

Ele é ideal, pois apresenta um meio termo. Ou seja, existe a parte da proteção contra as doenças, mas também ajuda na produtividade do time, já que uma parte do dia é vivida no ambiente regular.

É importante pensar no modelo que mais funciona de acordo com cada empresa. O modelo mais usado é o de turnos alternados; um exemplo é o de equipes que trabalham em casa pela manhã e vão para a empresa à tarde. Mas como dissemos: é importante adaptar de acordo com o seu cenário e suas necessidades.

Vale a pena optar pelo trabalho híbrido?

Depende. Se você é líder ou gestor, é importante conhecer sua equipe e analisar se ela está preparada para produzir neste formato de trabalho.

Mas na maioria dos casos é uma alternativa que funciona bastante, já que não faz parte dos extremos de trabalho 100% presencial ou completamente home office.

Também é essencial reforçar que caso exista alguém com sintomas de covid ou da gripe, o modelo híbrido também pode ajudar na disseminação de doenças. Pense bem se o trabalho apenas em casa não é mais viável.

Trabalho presencial

O modelo de trabalho presencial tem voltado aos poucos a ser mais normal para a maioria da população. Isso porque as vacinas permitem que as empresas consigam manter mais pessoas reunidas em um mesmo ambiente, desde que regras sanitárias, como distanciamento, uso de máscara e álcool em gel, sejam levadas em consideração.

Em algumas situações o trabalho presencial não pode parar, como nos serviços essenciais. É o caso dos profissionais da saúde, por exemplo, que precisam manter-se ativos mesmo em meio à pandemia, já que as doenças não param de aparecer.

Os entregadores também integram esta lista, já que são responsáveis por fazerem o delivery de itens diversos para a população de todo o Brasil. Assim, as pessoas recebem em casa o que precisam sem se expor ao vírus.

Sua empresa está pronta para o retorno presencial?

É importante pensar bem. Voltar presencialmente sem estar preparado pode trazer grandes consequências negativas para a sua empresa, como muitos funcionários doentes e, assim, incapazes de trabalhar.

Uma forma de voltar ao trabalho presencial em segurança é exigir o comprovante de vacinação e oferecer alguns itens de proteção, como máscara e álcool em gel. É importante também ficar atento à comunicação no ambiente: reforce as regras de distanciamento e incentive o papel de cada um na luta contra a covid.

Com essa combinação de fatores, fica mais fácil garantir um retorno presencial seguro.

dezessete + 2 =

Leia também